tratamento para alcoolismo

Tratamento para alcoolismo

O que é o tratamento para Alcoólatras e como realizar o procedimento? (tratamento para alcoolismo)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta a dependência alcoólica como uma doença crônica, a medida em que uma pessoa aumenta as dosagens cada vez mais a sua situação será de dependência (tratamento para alcoolismo). Aceitar o uso de substâncias químicas pode estar ligado à alguma frustação de vida, seja ela a infelicidade, tristeza, raiva, mágoa, ódio e dentre outros. Todavia, a bebida alcoólica trará apenas complicações para seu estado físico e mental. No início da história da humanidade, encontramos relatos de que o ser humano sempre procurou substâncias químicas para alterar o Sistema Nervoso Central (NSC), conhecido popularmente como o vinho. Ao longo dos anos o mercado do narcotráfico cresceu potencialmente, levando diversificações em substâncias químicas para usuários de drogas. 

De acordo com o Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (CISA), o alcoolismo pode diminuir em 10 anos a qualidade de vida de um alcoólatra. O início de uma vida alcoólatra pode começar em uma faixa etária de 15 anos, além de se intensificar entre 18 e 22 anos de idade. Pessoas que se tornam dependentes em álcool vivem em torno da substância química e durante o tratamento o paciente poderá desenvolver inúmeras crises de abstinência, o tratamento para a dependência alcoólica exige tempo de aproximadamente 1 ano. Há riscos de recaídas, contudo, é necessário iniciar quantas vezes forem precisas para tratar o problema. Como foi descrito acima a dependência química não tem cura, o adicto precisa aprender viver em sociedade sem o uso de substâncias químicas. 

 

Como funciona o tratamento para alcoolismo? 

 

Inicialmente você deve estar se perguntando “como funciona o tratamento para alcoolismo?” “Por que o álcool é considerado uma droga?”. Com a ajuda de profissionais da área da saúde, ao longo dos anos foram realizados estudos e comprovações sobre o mundo das drogas. Atualmente temos duas classificações, sendo as drogas lícitas e ilícitas. Você sabe a diferença entre ambas? Veja abaixo! 

  • Drogas lícitas: As drogas lícitas são substâncias químicas capazes de serem estimulantes, fazendo com que uma pessoa use a droga frequentemente. Inicialmente uma pessoa pode entrar em processo de negação, todavia, as dosagens podem sair do controle. As classificações de drogas lícitas são medicações com prescrição médica, cigarro e álcool. Sua venda é comercializada livremente, mas não significa que não possa provocar prejuízos a saúde. 
  • Drogas ilícitas: As substâncias ilícitas além de provocar o vício, trás estragos à saúde física e mental. Os efeitos são avassaladores, e sua venda não é autorizada. Há uma variedade entre drogas ilícitas, sendo a maconha, cocaína, crack, anfetaminas, metanfetaminas, inalantes e dentre outros. Pessoas que comercializam tais substâncias químicas podem ser presas em consequência. 

O tratamento para alcoolismo funciona da seguinte forma, é necessário realizar a internação em uma clínica de reabilitação. Centros clínicos são lugares especializados para tratar a dependência alcoólica e química, para cada paciente um tratamento para alcoolismo específico com base em suas necessidades. Para que a internação aconteça, é fundamental ter conhecimento em qual clínica de recuperação o dependente será internado. Se você procura por ajuda, o Grupo Aliança pela Vida pode te ajudar a procurar o lugar ideal. Contudo, é importante ter conhecimento do tipo de internação: 

  • Internação voluntária: O dependente aceita realizar a internação sem nenhuma dificuldade. 
  • Internação involuntária: Familiares entrarão em processo de internação sem o consentimento do dependente. 
  • Internação compulsória: Por meio de uma solicitação e o auxílio de um laudo médico, o juiz responsável pelo caso aceita fazer a internação do usuário de drogas. 

Após se ter conhecimento sobre o tipo de internação realizada, com a ajuda de uma ambulância o resgate acontecerá. O adicto ao chegar na unidade será avaliado por um médico responsável, o doutor receitará as medicações necessárias e terá conhecimento do caso em particular de cada paciente. O processo de desintoxicação será os primeiros processos para que a recuperação aconteça de forma saudável, a alimentação e as medicações trabalharão em conjunto para ajudar o adicto a conter suas vontades. Terapias, palestras e atividades específicas da unidade ajudarão para que o dependente químico se recupere. 

 

Como recorrer a um centro clínico? 

 

O Grupo Aliança pela Vida é uma instituição que ajuda milhares de famílias a procurarem uma clínica de recuperação ideal com base nas necessidades do adicto e dos familiares. Em parceria com centros clínicos, o Grupo Aliança pela Vida encaminhará o adicto para o lugar escolhido para iniciar o tratamento para alcoolismo o quanto antes. Médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros e supervisores fazem parte da equipe de profissionais da área da saúde. Os consultores do Grupo Aliança pela Vida pode te auxiliar no momento da procura, entre em contato! 

 

Uso moderado de álcool 

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) descreve o uso moderado de 10 gramas pura de substância química. Todavia, homens e mulheres não devem ultrapassar duas doses por dia. O Instituto Nacional de Abuso de Álcool e Alcoolismo (NIAAA) recomenda o uso moderado em 14 gramas, mulheres consumindo uma dose e homens duas por dia. Independente das recomendações, é necessário cessar de vez o uso para que uma pessoa não perca o controle. Acompanhe abaixo as consequências: 

  • Doenças no fígado 
  • Pancreatite  
  • Problemas gastrointestinais 
  • Problemas cardíacos  
  • Problemas vasculares 
  • Neuropatia periférica 
  • Disfunções imunológicas  
  • Anemia 
  • Osteoporose 
  • Cânceres 
  • Problemas cerebrais  

 

O que é beber pesado episódico (BPE)? 

 

Beber pesado episódico (BPE) é alto consumo em substâncias alcoólicas. O exemplo mas comum utilizado pelo especialista é da seguinte forma. Quando um homem faz 5 dosagens em um prazo de 2 horas, provavelmente alcançou o BPE. Para mulheres as dosagens se diminuem para 4 dosagens. É muito frequente o BPE ser alcançado por jovens universitários, pois é uma fase de vulnerabilidade em que todos passamos. Por mais que não seja frequente o uso da bebida alcoólica, a dependência química pode se tornar um companheiro em momento de angústia, tristeza e depressão. Aos poucos a bebida alcoólica pode se tornar um uso frequente, o que pode acabar com a sua saúde física e mental. Você sabia que a bebida alcoólica é considerada uma droga depressora? Veja o que significa: 

  • Droga depressora: As drogas depressoras são capazes de diminuir a atividade mental do cérebro, isso pode fazer com que sua capacidade de pensar seja afetada, fazendo com que seu raciocínio seja lento.  

 

Como ajudar um alcoólatra? 

 

Especialistas apontam que a melhor forma para tratar qualquer tipo de dependência é realizando uma internação voluntária, ou seja, o adicto deseja se livrar das substâncias químicas de forma voluntária. Para que a internação aconteça de forma mais saudável possível, acompanhe algumas formas para ajudar uma pessoa alcoólatra a procurar por ajuda em uma clínica de tratamento para alcoolismo: 

  1. Dialogue com calma: Converse com o dependente alcoólico de forma calma e pacífica, mostre que os familiares sempre estarão do lado do adicto em momentos de dificuldade. 
  1. Seja calmo: Quando uma pessoa é alcoólatra, geralmente não aceita que as pessoas digam que se tornou uma pessoa viciada. Ficará irritado todas as vezes que pessoas começarem a falar sobre o assunto, para que todos não entrem em uma briga é importante que o familiar sempre esteja calmo. 
  1. Incentive: Incentive sempre que possível o dependente a procurar por ajuda em uma clínica de tratamento para alcoolismo
  1. Procure uma clínica de recuperação: O ideal é que a internação aconteça de forma voluntária para o tratamento para alcoolismo, contudo, podemos encontrar relatos de pessoas que colocam a sua vida e a vida de outras pessoas em risco. Quando a situação de um dependente está extremamente grave, é necessário que a internação involuntária ou compulsória aconteça, procurar uma clínica de recuperação será fundamental. 

Conclusão 

 

O alcoolismo é um problema sério que pode levar pessoas a morte, de acordo com pesquisas 85 mil pessoas por ano morrem em decorrer ao uso do álcool. Procure por ajuda ou ajude alguém a sair dos vícios, a nossa clínica para alcoólatras pode te ajudar com o tratamento para alcoolismo, apenas entre em contato com um de nossos consultores. A cura para o problema não existe, mas podemos encontrar relatos de pessoas que aprenderam a conviver em sociedade sem o uso de substâncias químicas, o primeiro passo é realizar a recuperação em uma clínica de recuperação. Não desista, procure por ajuda quantas vezes forem precisas.