O que é internação compulsória e quando ela é necessária?

0 Comments 19:49

 

Internação involuntária

A dependência química é uma doença que precisa ser tratada para não evoluir, e apenas com ajuda de especialistas como doutores psiquiatras, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos e supervisores poderão ajudar nesse processo de desintoxicação das drogas no corpo. A forma mais adequada recomendada por especialistas é realizando uma internação, há três tipos de internação, sendo: internação voluntária, involuntária e a internação compulsória. A dependência química foi considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) uma doença crônica e progressiva, ou seja, quando mais dosagens o adicto fizer, maior será a sua dependência.

O uso de drogas lícitas e ilícitas pode trazer muitas consequências prejudiciais ao viciado em narcóticos, como: agressividade, dependência, perde o emprego, perde sua vida social, perde o contato familiar e pode perder até a sua moradia. Hoje iremos falar sobre a internação compulsória, que pode ser muito confundida com a internação involuntária, veja abaixo o que é a internação compulsória:

 

Internação compulsória

 

A internação compulsória é decidida por meio de um juiz responsável que autoriza a internação do dependente químico. O viciado em narcótico não é responsável por fazer o pedido da internação e nem mesmo os familiares, apenas o Setor da Saúde Pública e o Ministério Público. Geralmente o adicto que se encaixa para fazer a internação compulsória coloca a sua vida em risco e também a vida de outras pessoas. Os casos de internação compulsória são especificas, e o adicto passa por graves problemas em sua dependência.

Familiares buscam por meio de internação compulsória para ajudar o adicto, mas o correto a se fazer é buscar da internação involuntária. A internação compulsória é decidida por meio de uma ação judicial, o juiz da vara familiar pode autorizar a internação para ajudar a conter a vontade do adicto. Para comprovar que o usuário de drogas precise de ajuda, é necessário realizar uma formulação de pedido solicitando a internação do adicto, logo em seguida o juiz pedirá um laudo médico comprovando que o dependente precise de ajuda, e então a internação será feita.

 

Quando é necessário fazer a internação compulsória?

 

A internação compulsória é recorrida quando o dependente químico coloca a sua vida e a vida de outras pessoas em risco. O consumo excessivo das drogas na mente faz com que a dopamina aumente no cérebro, que é responsável pelo sentimento de prazer e bem-estar. O adicto entra em um processo de círculo vicioso onde não consegue conter a sua vontade, querendo cada vez mais. Quando  acontece o adicto não poderá intervir pois ele estará impossibilitado de tomar suas próprias decisões, suas ações são inconsequentes e impulsivas e por muitas vezes não aceita fazer a internação para o seu próprio bem.

O adicto pode desenvolver problemas graves de depressão, ansiedade, esquizofrenia, problemas no fígado, rins, overdose, sangramento no nariz, problemas cardíacos e dentre outras infinidades de problemas físicos e mentais.

O dependente químico sente medo excessivamente e sentimento de perseguição o tempo todo, ele comete roubos, se torna uma pessoa agressiva, impulsiva, poderá ficar dias fora de casa podendo até morar na rua e até tenta cometer suicídio. A dependência química é uma doença crônica que não tem cura, mas que poderá ser tratada para ajudar o adicto a conter sua vontade e ajudar conviver na sociedade sem o uso de drogas.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post

Drogas e DepressãoDrogas e Depressão

0 Comments

Drogas e Depressão: Por que ambas andam juntas? A droga tem como significado “Um produto alucinógeno, que leva à dependência química e qualquer substância ou produto tóxico de uso excessivo;

drogas
Compartilhar
Call Now Button
Enviar Mensagem
Estamos online