Clínica de Reabilitação | Clínica de Recuperação

Clínica de Reabilitação: Tudo o que você precisa saber!

A dependência química acontece quando menos se espera, tornando-se comum que o usuário de drogas entre em processo de negação. Afinal, quem deseja se tornar uma pessoa viciada em substâncias químicas? A história da humanidade é marcada por descobertas, e não podemos deixar de fora o descobrimento de substâncias alucinógenas.

Familiares se sentem aflitos ao ver seu ente querido consumindo um produto altamente corrosivo, alterando seu comportamento e a forma pelo qual o indivíduo pensa. Grande parte da população faz o uso de drogas, levando anualmente 500 mil pessoas por ano a morte. Mas o que fazer para interferir o uso? Como ajudar alguém que precisa de ajuda?

Os anos foram passando e pesquisadores como Bruce Alexander puderam notar mudanças significativas com o isolamento do paciente em um lugar totalmente qualificado, além de realizar a conscientização do uso de drogas. Apesar de haver avanços no tratamento contra a dependência química e tratamento para alcoolismo, é importante descrevermos que a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a dependência química não tem cura, e que é uma doença progressiva e crônica.

Você poderia imaginar que o uso de drogas causaria tanto mal a um indivíduo? O círculo vicioso é por pouco quase incessável, para conseguir parar e se livrar do uso é necessário apoio profissional. Acompanhe toda a informação abaixo sobre clínicas de reabilitação, e ajude quem precisa a se livrar do uso de drogas.

clínica de recuperação

O que é uma clínica de reabilitação?

Clínica de reabilitação é um ambiente totalmente especializado para receber pessoas dependentes do álcool e substâncias alucinógenas. O ambiente deve ter um vasto espaço e equipamentos importantes para a reabilitação, além de ter uma equipe de multiprofissionais disponíveis 24 horas na unidade, sendo médicos, psicólogos, nutricionistas, supervisores, enfermeiros e educador físico.

Afinal, porque é necessário tantos profissionais da área da saúde? Durante a internação do usuário de drogas na unidade, é comum que o paciente tenha crises de abstinência. A crise de abstinência não controlada pode levar uma pessoa a morte por arritmia, sintomas como tremores, dores de cabeça, febre e até abstinência, são alguns dos efeitos mais presentes ao organismo sem o uso de substâncias químicas no corpo.

 

Como funciona o tratamento em uma clínica de reabilitação?

 

Acima foi descrito que toda a internação é supervisionada por profissionais da área da saúde. Com isso, há um processo cauteloso para haver a desintoxicação e reabilitação do adicto na sociedade. Independente de como será realizado a internação, este será o procedimento no tratamento contra a dependência química e alcoólica:

Avaliação médica: Consulta médica para saber as drogas que o paciente consumia, constância, duração, dosagens, misturas e período. Ter conhecimento dos problemas psíquicos que foram desenvolvidos durante o consumo, e com base nessas informações, o doutor irá individualizar e humanizar cada atendimento.

Desintoxicação: Após determinar toda a ficha técnica do paciente, o processo de desintoxicação acontece. Por exemplo, a retirada de substâncias químicas no organismo.

Suporte da desintoxicação: A chegada do adicto na unidade é marcada por grandes desafios, e com isso, inicialmente será necessário realizar medicações para controlar as graves crises de abstinência. O segundo passo da desintoxicação é realizar uma reeducação alimentar, pois ajuda no processo de desintoxicação. E o terceiro passo é a realização de atividades físicas, para ajudar os neurotransmissores a encontrarem equilíbrio, ter disciplina e controle.

Laborterapia: A laborterapia é usada como forma de conscientização ao paciente, tanto por meio de terapias comportamentais individuais ou em grupos e palestras.

Acompanhamento: A saída do adicto na unidade é cercada por desafios, o que exige do paciente autocontrole e a busca por viver uma vida saudável sem interferências de substâncias químicas. Com isso, será necessário que o adicto frequente grupos de apoio como forma de manter seu pensamento fixo em não voltar a fazer o uso de drogas.

 

Como realizar uma internação em uma clínica de reabilitação?

 

Antes de descrevermos sobre os três tipos de internações, é importante apontarmos que nem todo o usuário de drogas aceita a reabilitação da melhor forma possível. Isso acontece pois o adicto não consegue imaginar uma vida sem fazer o uso de drogas, o sistema límbico foi totalmente modificado provocando agressivamente a dependência química.

Em meio a resistência do usuário de drogas, será necessário tomar decisões rígidas para que o ente querido não morra em decorrer ao vício. Por mais que médicos especialistas no assunto recomendem que a internação aconteça de forma voluntária, sabemos que a realidade pode ser outra. Veja!

Internação voluntária: A internação voluntária é consentida pelo usuário de drogas, não há esforço físico ou nada que não seja conversado com adicto. A internação acontece da melhor forma possível, e o período de internação pode variar entre 6 meses e 1 ano.

Internação involuntária: Internação não consentida pelo adicto, ou seja, tudo acontece sem a vontade do próprio usuário de drogas. Os familiares se sentem preocupados com o estilo de vida que o adicto leva, e por isso que a internação pode acontecer. O período de internação também pode variar entre 6 meses, 1 ano e até mais.

Internação compulsória: A internação compulsória pode ser recorrida entre familiares e profissionais da área da saúde por meio de um pedido à ordem judicial. O juiz da vara familiar pedirá um laudo médico comprovando as necessidades do adicto, e por meio da comprovação, a internação vem acontecer. A internação tem um período de duração entre 3 meses, e toda a despesa é direcionada pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

5 Benefícios de realizar uma internação em uma clínica de reabilitação

 

  1. O usuário de drogas para de fazer o uso de substâncias químicas;
  2. A internação ajuda o adicto a desenvolver o autocontrole;
  3. Desenvolve uma vida saudável por meio da alimentação e a prática de atividades físicas;
  4. Se conscientiza das causas e consequências de se fazer o uso de drogas;
  5. Faz planos para o futuro e evita de todas as formas voltar a fazer o uso de drogas.

 

Qual é o momento certo para recorrer a uma internação em uma clínica de reabilitação?

Muitos familiares buscam sinais para entender e recorrer o momento certo da internação, hoje iremos descrever alguns sinais. Como por exemplo:

  • O usuário de drogas consome compulsivamente o produto;
  • Quando as pessoas pedem para parar o adicto fica irritado;
  • Consome quase todos os dias ou todos os dias;
  • Aos finais de semana exagera no consumo;
  • Se afasta de familiares e amigos;
  • Perde o emprego, relações interpessoais e chega a morar nas ruas;
  • Suas ações são impulsivas e inconsequentes;
  • Se torna agressivo, irritado e nervoso;
  • Sua conduta muda se transformando em outra pessoa;
  • Comete furtos, roubos e entra para o narcotráfico com o intuito de consumir o produto.

 

Porque o Grupo Aliança pela Vida pode te ajudar a encontrar uma clínica de reabilitação?

 

Em meia a tantas concorrências escolher o lugar ideal pode parecer uma decisão difícil. Afinal, qual é o lugar certo? O adicto irá passar uma longa temporada na instituição, e a sua opinião deve ser levada em consideração. Nossa clínica de reabilitação tem uma equipe de consultores profissionais no assunto, a instituição possui atendimento em todo o Brasil além de ter parcerias com clínicas de reabilitação em todo o país.

Ainda sente dúvidas sobre qual internação recorrer, ou em qual lugar iniciar a internação? Procure por ajuda em nossa clínica de recuperação e tire todas as suas dúvidas.