Casa de Repouso | Lar de Idoso

Casa de Repouso

Casa de Repouso são lugares especializados para idosos que necessitam de um atendimento particular e individualizado. O idoso ao primeiro instante pode sentir-se resistente com a ideia de ir para uma casa de repouso. Todavia, o ambiente proporciona uma equipe de profissionais da área da saúde especializados com base nas necessidades de cada idoso, além do mais, o atendimento é personalizado. Podemos afirmar que há um número significativo de famílias que recorrem a casa de repouso, por muitas vezes o procedimento acontece ou não por vontade própria. Realizar a internação é um assunto polêmico que leva em questão a liberdade e privacidade do idoso. É importante levar em consideração a opinião do idoso, pois ficará em um tempo indeterminado na casa.  

Em casos específicos o próprio idoso deseja ir para ao local, mas por que ele aceita realizar o procedimento? A internação acontece de forma voluntária pois o idoso acredita que os médicos e enfermeiros darão o suporte necessário que ele precisa. Além do mais, fará amizades com a mesma faixa etária de idade, o que será importante para o paciente. Alguns idosos podem se sentir resistentes com fato de ir para uma casa de repouso por ser confundido com o asilo. Ambas as palavras podem ser confundidas por sinônimos, mas há diferenças significativas de uma para a outra. Você quer saber a diferença? Acompanhe a leitura! 

 

Casa de repouso ou asilo: Qual a diferença? 

 

De acordo com o dicionário a palavra asilo tem por significado um lugar de refúgio e proteção que acolhe tanto idosos como crianças que foram abandonadas. Grande parte da população acredita que o asilo acolhe apenas idosos, mas de acordo com o significado, o asilo também acolhe crianças que foram abandonadas por seus pais. O asilo não possui um atendimento individualizado para idosos, até porque não há atendimento médico necessário para dar suporte às necessidades do paciente. 

Em contrapartida ao asilo, a casa de repouso possuí uma equipe de multiprofissionais da área da saúde para dar o suporte necessário ao paciente, seja ela medicações, terapias, fisioterapias e o que for necessário. Além do mais, estar na companhia de outros idosos contribuirá para que os pacientes não se sintam isolados ou excluídos. Agora você consegue entender a diferença entre o asilo e casas de repouso? Saber a diferença entre ambas ajuda para que o idoso aceite de forma mais pacífica a internação.  

 

Terceira idade e a solidão 

 

Sabemos que a terceira idade chega para todos, e em consequência podemos apontar aspectos incômodos durante a terceira idade. De acordo com estudos realizados pelo Centro para Controle e Prevenção de Doenças (DCD) nos Estados Unidos, 5% dos idosos podem desenvolver depressão. E no Brasil os números são potencialmente altos, chegando por aproximadamente 11,5% de idosos que se sentem depressivos. É difícil que o idoso se expresse de forma clara, e é comum que não faça nenhum acompanhamento terapêutico por ser considerado um tabu para si. Todavia, há vestígios de que um idoso tenha depressão expressando: 

  • Pessimismo;
  • Mal humor;
  • Agressividade;
  • Falta de apetite;
  • Dores físicas;
  • Tenha insônia;
  • Falta de energia. 

Algumas características citadas acima podem ser consideradas naturais para a idade, todavia, sintomas intensos podem causar preocupação. Um lar de repouso de certa forma ajuda o idoso a tratar suas aflições internas, além de ter a companhia de outras pessoas. Para muitos idosos a solidão é um fator comum, as famílias podem não ter o tempo e a disponibilidade de mostrar apoio necessário, e isso faz com que a situação se agrave. É preciso que o idoso tenha acompanhamento de um psicólogo como forma de tratar a depressão. Vale lembrar que os problemas psíquicos também exigem tratamento para que problemas maiores não surjam.  

 

Como funciona o tratamento em casas de repouso e quais são os benefícios? 

 O local possuí atendimento 24 horas, e as internações são realizadas para idosos acima de 60 anos de idade. A equipe é composta por médicos, terapeutas, enfermeiros, fisioterapeutas, cuidadores e supervisores. Onde disponibiliza os cuidados de higienização, saúde, alimentação e lazer. Além do mais, o lugar beneficia para que o paciente tenha: 

  • Comunicação com as demais pessoas;
  • Não se sinta só ou abandonado;
  • Proporciona lazer sempre que possível;
  • Estimula a prática de atividades físicas;
  • Liberdade para sair sempre que necessário com a companhia de alguém;
  • Acompanhamento 24 horas por dia de profissionais da área da saúde.

Ainda há muito preconceito sobre lar para idoso, além de ser fortemente confundida com o asilo. Apesar de apresentar ser um lugar triste e carregado de problemas, a realidade é outra, podendo proporcionar uma ótima qualidade de vida. Para que a internação aconteça é fundamental que todos estejam diacordo durante o procedimento, e que acima de tudo o idoso se sinta confortável para que a internação aconteça. Na maioria dos casos as famílias não podem dar o suporte necessário de ajudar nas medicações no horário certo, estimular a prática de atividades físicas ao idoso ou dialogar com frequência. 

Como foi descrito acima, o atendimento é individualizado o que possibilita para que um profissional da área da saúde esteja à disposição do paciente. O atendimento deve ser humanizado, pois o profissional da área da saúde e o paciente começarão a desenvolver laços fortes de companheirismo e proteção. A família deve se atentar ao lugar ideal para o idoso, e a sua opinião deverá ser levada em conta no momento da escolha. Veja abaixo algumas recomendações para escolher um lugar ideal: 

Faça pesquisas: O familiar deverá fazer uma vasta procura, o primeiro passo é fazer uma busca por meio das redes sociais e internet. Visite o site e entre em contato para tirar todas as dúvidas necessárias e fundamentais durante a internação. 

Tenha um contato mais próximo: Tenha um telefone, busque encontrar pessoas que já foram ou que são internadas no local, busque saber a opinião do lugar, além dos profissionais disponíveis na unidade. 

Busque por fotos: Durante o diálogo peça por fotos do local, tenha conhecimento da infraestrutura, além de buscar saber se o ambiente tem a autorização necessária para estar aberta. 

Visite o local: Quando estiver certo de que o lugar é local adequado, faça uma visita e se possível leve o idoso. Em todo o processo o paciente deverá aprovar todo o procedimento, até porque o idoso ficará na unidade por tempo indeterminado.  

Com as dicas acima, agora ficará mais fácil escolher o lugar ideal. A casa de repouso não é um lugar de abandono, pelo contrário, é um lugar de cuidado e proteção. Para que o idoso não seja resistente, mostre os pontos positivos da internação, saiba apontar as diferenças entre um asilo e casa de repouso. O ambiente proporciona cuidado 24 horas por dia todos os dias da semana, e a sua liberdade não é controlada. Fará com que o adicto tenha uma boa qualidade de vida além de ajudar a ter novas amizades e experiências. O idoso deve fazer o que acha que é certo, pois irá decidir sobre a sua qualidade de vida. A família de forma alguma deve invadir nas decisões que deverão ser tomadas pelo idoso, acima de tudo estamos falando sobre vidas. Se você quer realizar o procedimento, atente-se nas sugestões acima.